Cartaz sobre mulheres em república de São João del Rei vira caso de polícia